Se você se propôs a se livrar dos quilos a mais, nos próximos meses, com o objetivo de cuidar da saúde e ficar bem na praia, você deve saber que existem muitos comportamentos que ajudam e outros que não colaboram em nada para alcançar o seu propósito, por isso, a seguir apresentamos os SIM e os NÃO para emagrecer rápido para o verão.

dicas para emagrecer rápido

O que podemos fazer para emagrecer

Se você não quer perder de vista o cuidado de seu corpo, é importante escolher muito bem as estratégias que você usa para perder peso, por isso, contamos-lhe os fatores, hábitos e/ou comportamento que SIM ajudam a emagrecer para o verão:

Autocontrole de hábitos:

Manter um registo do seu peso corporal, monitorar o treinamento que você faz, e também, controlar a sua dieta são todos os fatores que fazem parte do auto-controle que pode ajudá-lo a emagrecer. Voltar tangível nossos hábitos e conhecer com exatidão dos comportamentos que favorecem e os que prejudicam o emagrecimento é sempre um bom recurso para se livrar dos quilos a mais. Então você pode levar um diário alimentar onde regista tudo o que é consumido, e fazer o mesmo com a atividade que realiza ou utilizar um gadget ou aplicativo no celular.

Exercício regular:

A atividade física, estruturada ou não, com regularidade é a chave para alcançar um balanço energético negativo, que nos ajude a emagrecer, mas, para além das calorias que você queima em movimento, o exercício melhora o controle da dieta, eleva a auto-estima, reduz o estresse, aumenta o metabolismo em repouso.

Além disso, os exercícios para emagrecer podem ser de grande ajuda para melhorar o nosso relacionamento com a comida, portanto, mover-se é um SIM bem grande, que não deve faltar em nossos dias, se queremos perder peso para o verão.

Ambiente seguro:

Se estamos rodeados de pessoas fisicamente ativas e amantes da comida saudável, na nossa casa há apenas alimentos nutritivos que nos podem ajudar a perder peso, e além disso, temos a possibilidade de cozinhar em casa, passar ao jornal e liberar tensões, teremos um ambiente favorável para o emagrecimento. A chave está em evitar um ambiente obeso que, longe de ajudar-nos a perder quilos, seja um incentivo para engordar.

Alimentos:

Escolher alimentos que acalmam rapidamente o apetite e nos ajudam a comer menos, é mais fácil emagrecer, por isso, é aconselhável incluir em nossos pratos habituais proteínas magras, fibra e água, com o objetivo de não negligenciar as calorias, mas saciar o organismo.

Comer devagar:

Fazer as refeições em menor velocidade, pode ajudar a controlar melhor a quantidade que comemos e reduzir a sensação de fome, por isso é fundamental se queremos comer menos calorias para emagrecer. Por isso, é aconselhável sentar-se à mesa, usar talheres, mastigue bem e colocar em prática outros truques que nos ajudam a reduzir o tempo de cada refeição para favorecer o emagrecimento cara do verão.

Estes são os hábitos e comportamentos que SIM ajudam a emagrecer, cuidando de sua saúde de lado no verão, portanto, você não pode deixar de colocá-los em prática.

O que NÃO podemos fazer para perder peso

Se você quer alcançar com sucesso uma perda de peso para o verão, você deve evitar todos os fatores que podem dificultar esse processo ou prejudicá-lo na estrada, como os que mostramos a seguir:

Descanso insuficiente:

Dormir muito pouco e/ou mal a cada noite é um fator que nos leva ao stress e altera hormônios que regulam a fome, o apetite e o metabolismo do organismo, podendo ocasionar uma maior ingestão de alimentos, menos saciedade e menor gasto calórico, mesmo em repouso, por isso, é importante evitar os problemas de sono e tentar dormir bem e o suficiente a cada dia, se queremos emagrecer.

Stress:

Níveis elevados de cortisol no corpo, devido ao escasso período de repouso diário ou em atividades estressantes podem afetar a sua dieta e seu nível de atividade física, assim como ressentir o metabolismo, ocasionando um ganho de quilos, ou uma redução na perda de peso. O estresse não só pode reduzir o tempo que dedica ao sono profundo, mas, também, afetar a prática de exercício físico regular e incentivar o consumo de alimentos calóricos, por isso, é um hábito para evitar para emagrecer.

Consumir só alimentos light:

Alimentos light ou reduzidos em calorias nem sempre são de grande ajuda para perder peso e podem reduzir o sabor e o prazer que proporcionam ao nosso corpo, por isso, também podem incentivarmos a comer mais. A diferença calórica nem sempre justifica o consumo de um alimento light e, além disso, olhar só para as calorias é um erro, pois nem todas as calorias são iguais, mas que é fundamental saber os nutrientes dos mesmos.

Dietas milagrosas:

Algumas receitas milagrosas de dietas para emagrecer e secar barriga que promovem um emagrecimento rápido e com um mínimo de esforço são acima de tudo uma grande armadilha. Isto porque podem danificar o nosso organismo de várias formas e levar-nos a um túmulo metabólico que, finalmente, provoca um grande efeito rebote e dificuldades a longo prazo para alcançar um peso saudável.

Como se não bastasse, muitas dietas são perigosas e nos empurram para um grande desembolso de dinheiro, por isso que, longe de nos ajudar a nos sentirmos bem e estar melhor, por dentro e por fora, nos prejudicam.

Leia também: Os segredos da dieta dukan por um nutricionista

Estes são os SIM e os NÃO se quer emagrecer para o verão, cuidando de seu corpo por dentro e por fora. Lembre-se: os milagres não existem, portanto, a chave está em cuidar de seus hábitos de vida para conseguir perder os quilos a mais de uma vez e para sempre.

Quente ou gelado, o chá está presente nos mais diversos momentos e culturas, seja qual for a estação do ano. Do bebê à vovó, todos aproveitam as propriedades e aromas da bebida para melhorar a saúde, o humor ou a forma física. Isso mesmo, graças aos chás que ajudam a emagrecer.

Como quem colhe as melhores ervas, fui buscar para você uma seleção de chás para perder peso que vai facilitar seu emagrecimento. Prepare a água e escolha entre as opções abaixo como otimizar sua dieta:

Hibisco – é um dos chás para emagrecer porque auxilia na redução de gordura e retenção de líquidos; combate os temidos radicais livres, protegendo a pele do envelhecimento precoce.O ideal é consumir o chá de hibisco quatro vezes ao dia, entre as refeições.

Dente-de-leão –outro importante aliado na luta contra a retenção de líquidos, ele tem efeito diurético e melhora o funcionamento dos intestinos. Tome de três a quatro copos diariamente, sendo meio copo antes das principais refeições.Para prolongar a sensação de saciedade e evitar ataques noturnos à geladeira, beba o chá de dente-de-leão no final do dia. Sem dúvida, é um dos chás para perder peso mais poderosos.

Cavalinha – ativa a circulação sanguínea, acelera o metabolismo, é desintoxicante e atua diretamente nas inflamações, colaborando na redução dos nódulos de celulite. Acrescente a cavalinha à sua lista de chás que ajudam a emagrecer. Três ou quatro copos por dia dessa bebida são suficientes.

Canela com gengibre – os dois produtos são termogênicos. Além de ser um dos chás para perder peso, ele ainda dá energia e melhora a disposição.Faça assim: Ferva 5 litros de água, acrescente 1 pau de canela e 2 rodelas de raiz de gengibre; deixe por mais uns minutinhos e, pronto, pode servir.

Chá de oliveira – age diretamente no abdômen, combatendo as gordurinhas que insistem em aparecer ali. Com três ou quatro xícaras dele por dia e uma alimentação adequada, é possível perder até 10% da circunferência na região da cintura.Mas para maximizar os benefícios desse chá para emagrecer, não adoce a bebida, faça um chá fresco diariamente e varie o sabor. Folhas de hortelã ou cascas de abacaxi dão um toque especial sem comprometer as propriedades da erva.

Tem mais! Não prepare os chás que ajudam a emagrecer (e os outros também) em vasilhas de alumínio, para evitar que eles percam a eficácia.

Feito isso, delicie-se e emagreça! Vai um chazinho, aí?

O olho é o órgão encarregado pelo sentido da visão. Achado em todos os animais vertebrados, ele está situado em cavidades ósseas no crânio chamadas órbitas. Sua missão é converter as ondas de luz emitidas ou refletidas por itens em impulsos elétricos, que serão enviados para cérebro. Todas as informações disponibilizadas por esse órgão fotorreceptor possuem um papel atuante para a interpretação do mundo pelo ser humano.

O poder de utilizar a informação visual não depende somente de ver, porém similarmente de compreender o que foi visto. O entendimento das informações visuais – identificação de contornos, cores e da correlação com mais objetos – depende da maneira com qual as células sensíveis à luz da retina estão conectadas com o sistema nervoso. Então, a ofício dos olhos no indivíduo vai além da maneira como a imagem visual é convertida em mensagem, isto é, ela abrange similarmente o campo de interpretação deste comunicado.

O que são

São músculos, nervos, veias sanguíneas e lente que se conectam para deixar a rotação do globo ocular e a focalização das imagens. O nervo óptico, por sua vez, faz a amarração entre o globo ocular e o sistema nervoso central.

O interior dos olhos é ocupado por um fluido que, juntamente com a base de tecido externa, preserva a aparência arredondada, protegendo o olho em oposição a forças mecânicas exteriores. Da mesma maneira, uma membrana mais externa, apelidada de conjuntiva, recobre a superfície interior das pálpebras e a superfície anterior do globo ocular. Ela fabrica muco para lubrificação do olho, para evitar o ressecamento. As camadas de tecido que alicerçam a esfera ocular, ou túnicas, são: fibrosa (externa), vascular (intermédia) e nervosa (interna).

A primeira é composta pela esclera e a córnea. A esclera dá aspecto e proteção aos olhos, além de amparo para os músculos que o movimentam. Ela é a membrana branca e opaca encontrada na maior parte de sua superfície. A parte remanente e frontal do globo é recoberta pela córnea, membrana transparente que age como uma lente convergente.

Coroide, corpo ciliar, íris e cristalino (lente) são localizados na túnica vascular. Esses elementos são relativos, de modo recíproco, com a nutrição e proteção do olho, amparo e mudança da espessura do cristalino e barreira do excesso de luz que poderia queimar a retina. A retina é a túnica nervosa. Está repleta de fotorreceptores – cones e bastonetes – para a assimilação visual, além de células bipolares e ganglionares para a comunicação dos impulsos visuais para o nervo óptico.

Algumas doenças ou problemas de visão são:

– Astigmatismo (tratado com e-lens)

– Câncer de olhos

– Catarata

– Cegueira noturna

– Conjuntivite

– Daltonismo

– Hipermetropia (tratado com e-lens)

– Degeneração macular

– Estrabismo

– Glaucoma

– Neurite óptica

– Retinite pigmentosa

– Retinopatia diabética

– Síndrome dos olhos secos

– Tracoma

– Miopia (tratado com e-lens)

Curiosidades

Não é sempre que as células nervosas da retina são ativadas pela descarga de outras. A descarga pode similarmente inibir a outra célula. E é esse o acontecimento que acarreta alguns efeitos de óptica. Tendo como exemplo, o acontecimento de contraste de coloração: se uma luz azul é projetada em uma grande tela branco, a tela aparentará amarela. Isso ocorre, visto que o estímulo de luz azul caindo na área central da retina causa a inibição da sensibilidade para o azul no setor periférico. Por isso, a tela branca de fundo aparecerá como tendo perdido a luz azul – branco menos azul é uma combinação de vermelho e verde e, então, a tela apresenta-se na coloração amarela.

Quem é fumante sabe o quão difícil é abandonar o cigarro com objetivo de ter mais qualidade de vida. O maior vilão é o poder que a nicotina tem de ativar em nosso cérebro o prazer do consumo. É difícil largar, mas não é impossível! Se você acabou de decidir que quer se livrar do vício, parabéns pela iniciativa! Não são todos os usuários que pensam a respeito disso e infelizmente seguem o resto de suas vidas utilizando a droga. Para ajudá-lo a parar de fumar, separamos algumas dicas que você pode seguir sem necessariamente ter um acompanhamento de um médico. Você pode atingir o seu objetivo por conta própria!

não fumar


Cigarro não pode ser sinônimo de prazer

O viciado associa o cigarro a momentos de bem estar, tais como um intervalinho no ambiente de trabalho ou happy hour com amigos em um barzinho. Você precisa destruir esse hábito. Fumar deve ser considerado por você algo desagradável. Por exemplo, você pode fumar na frente da rua de casa barulhenta ao invés de um local confortável como o sofá ou cama. Desta maneira, você começa a perceber que fumar acaba não sendo uma atividade tão prazerosa. Está com vontade de fumar? Chama os amigos e faça um buffet de churrasco para ajudar a controlar a vontade do fumo.

Reduza a quantidade gradativamente

Vai ser mais difícil largar o vício se você eliminar o cigarro da noite para o dia. Isso precisa ser feito gradativamente para você poder se acostumar com a mudança radical de hábito. Faça um planejamento para parar de fumar em 1 mês. Tente diminuir a quantidade de cigarros fumados ao longo das semanas. Por exemplo, se você tinha o costume de fumar 10 cigarros por dia, tente diminuir para 7 na sua primeira semana, 5 na segunda, 3 na terceira e nenhum na última semana.

Faça uma rota de fuga por meio da distração

O vício acaba criando ansiedade e frustração no corpo quando se decide parar de fumar. Você pode combater esses momentos de desejo do cigarro por meio de uma distração. Chupar uma bala, tomar um copo de água, dar uma caminhada ou assistir um filme são ótimas maneiras de eliminar o pensamento que surge sobre o cigarro.

sem cigarro

Pratique exercícios físicos regulares

Os exercícios físicos são ótimos aliados no combate ao vício. Ao fazer exercícios, nosso corpo libera elementos associados a sensação do prazer semelhantes ao da nicotina. Uma caminhada ou pedalada de bicicleta, por exemplo, vão proporcionar mais bem estar do que um cigarro.

Esteja próximos das pessoas que te dão apoio

Conte paras as pessoas que você ama e confia sobre a importante decisão de abandonar o cigarro. Palavras de incentivo e apoio costumam ser fundamentais nesse momento delicado. No começo, ao parar de fumar, você provavelmente ficará mais estressado e algumas vezes desanimado. Mas isso é algo comum de acontecer e as pessoas que convivem com você precisam entender.

Deixe os motivos da decisão sempre visíveis

Que tal escrever em um papel todos os motivos que te levaram a querer parar de fumar, como doenças ou economia de dinheiro, por exemplo? Você pode ler esse papel em diferentes momentos para deixá-lo ainda mais motivado e focado na sua decisão. É um incentivo a mais para seguir em frente!

No vídeo a seguir você confere outras dicas sobre como parar de fumar. Desejamos sucesso em sua decisão!

Nos EUA, cerca de 30 milhões de norte-americanos têm diabetes, enquanto 86 milhões têm pré-diabetes, um precursor da doença. As taxas têm aumentado desde 2010, uma tendência que está sendo ecoada em todo o mundo.

A maior análise das tendências de saúde em todo o mundo de 1990 a 2013 revelou um notável aumento da diabetes.2 Os dados abrangiam 188 países e revelaram um aumento de 45 por cento na prevalência de diabetes entre 1990 e 2013. Nos Estados Unidos, o aumento foi ainda mais marcante – 71 por cento.

A maioria do aumento foi devido ao diabetes tipo 2, que está intimamente relacionado com a obesidade, outra condição que tem vindo a aumentar globalmente. Diabetes, uma vez classificado como o número 10 causa de deficiência em todo o mundo, é agora número sete …

Diabetes está ligada a muitas complicações, de doenças cardíacas e danos nos rins para problemas oculares e deficiências auditivas. A maioria de todas as suas complicações são devidas à resistência à insulina subjacente, que é uma causa fundamental em muitos casos de doença crônica.

Diabetes poderia facilmente ser chamado de pré-câncer ou pré-doença cardíaca, porque a resistência à insulina é prejudicial para todos os tecidos do seu corpo … incluindo o seu cérebro.

Diabetes prejudica seu cérebro

Demência é um fator de risco bem conhecido de diabetes, e estudo novo encontrou problemas com o fluxo sanguíneo no cérebro pode desenvolver em tão pouco como dois anos em pessoas com diabetes. Esse fluxo sanguíneo prejudicado parece acelerar o declínio cognitivo, diminuindo o pensamento e as habilidades de memória.

O estudo envolveu 40 pessoas com uma idade média de 66. Aqueles com os níveis mais elevados de A1C, uma medida de açúcar no sangue ao longo do tempo, teve os maiores prejuízos no fluxo sanguíneo no cérebro, juntamente com os maiores declínios em testes de funcionamento mental.

Em média, os escores de aprendizagem e memória diminuíram cerca de 12% ao longo de dois anos em pessoas com diabetes tipo

Este é o equivalente a lembrar 10 palavras no teste no início do estudo e lembrar apenas oito ou nove dois anos depois. A regulação do fluxo sanguíneo também diminuiu 65 por cento entre as pessoas com diabetes ao longo do período de estudo.

Os resultados não são surpreendentes, considerando que pesquisas anteriores mostraram que o diabetes envelhece seu cérebro cerca de cinco anos mais rápido do que o normal5, bem como leva a perdas aceleradas no volume cerebral, especialmente a massa cinzenta.

Em mais um estudo, verificou-se que os diabéticos sofrem um declínio de 19 por cento na acuidade mental em comparação com os não diabéticos ao longo de 20 anos.

Aqueles com pré-diabetes também estavam em um risco significativamente maior para o declínio da memória. Os pesquisadores deste estudo também sugeriu o declínio na memória associada com diabetes é devido a danos aos pequenos vasos sanguíneos no cérebro.

Bactérias podem desempenhar um papel na diabetes tipo 2

É importante perceber que a diabetes tipo 2 não é o resultado de uma produção insuficiente de insulina. É realmente o resultado de muita insulina sendo produzida em uma base crônica, principalmente por comer uma dieta rica em carboidratos e baixa gordura.

Isso sobrecarrega e “ensurde” seus receptores de insulina, daí o termo “resistência à insulina”. É os níveis de insulina cronicamente elevados que tornam seu corpo “resistente” à compreensão dos sinais enviados pela insulina. Isso também ocorre com leptina, e a maioria dos obesos ou obesos têm algum grau de resistência à insulina e à leptina.

Um dos melhores preditores de diabetes tipo 2, por sua vez, é ser obesos ou com sobrepeso. Além das questões de insulina e resistência à leptina, a obesidade altera a composição dos micróbios dentro e sobre seu corpo.

Vários estudos têm realmente mostrado que as pessoas obesas têm diferentes bactérias intestinais do que pessoas magras, e que a alteração do equilíbrio microbiano no seu intestino pode influenciar o seu peso.

Bebês com números elevados de Bifidobactérias e baixo número de Staphylococcus aureus – que podem causar inflamação de baixo grau em seu corpo, contribuindo para a obesidade – pareciam estar protegidos do excesso de peso.8 Esta pode ser uma razão pela qual os bebês amamentados têm um Menor risco de obesidade, à medida que as Bifidobactérias florescem nas entranhas de bebés amamentados.

Pesquisas recentes também revelaram que coelhos introduzidos a uma toxina produzida pela bactéria Staphylococcus aureus desenvolveram sintomas de diabetes tipo 2, incluindo inflamação sistêmica, resistência à insulina e intolerância à glicose.

Um fator principal tem sido um mal cardápio para diabéticos que estas pessoas tem em suas rotinas.

Pessoas que são obesas também são conhecidos por terem aumentado os níveis de bactérias staph em sua pele, e por sua vez, estão expostos às toxinas produzem as bactérias.

As toxinas também mostraram interagir com as células de gordura, resultando em sintomas de diabetes tipo 2. O pesquisador líder do estudo, o microbiologista Patrick Schlievert, disse:

“O que estamos descobrindo é que, à medida que as pessoas ganham peso, é cada vez mais provável que sejam colonizadas por bactérias estafilococos – ter um grande número dessas bactérias vivendo na superfície da pele … As pessoas que são colonizadas por estafilococos estão sendo cronicamente expostas a Os superantígenos que as bactérias estão produzindo”.

A coleta seletiva é importante em vários aspectos no gerenciamento dos resíduos sólidos. Com ela há benefícios ambientais, sociais e econômicos, e a legislação é enfática ao exigi-la das administrações públicas. Porém, temos muito chão ainda para andar até conseguirmos reciclar todo potencial que somos capazes.

Em Minas Gerais temos coleta seletiva, mas é ainda de pouco alcance. Investigando mais sobre a situação mineira, busquei um especialista no assunto, o engenheiro sanitarista Hiram Sartori, e me deparei com seu blog e várias redes sociais onde ele esclarece sobre saneamento e meio ambiente de forma bastante acessível. Seu Instagram, em especial, é um lindo diário da paisagem e uma verdadeira homenagem à Belo Horizonte.

Pelas suas fotos e textos pude conhecer bem melhor sobre a situação do lixo em Minas. Pude ler sobre os resíduos de serviço de saúde, de construção civil, da existência de lixões e principalmente do comportamento e conscientização da população quanto a importância de preservar o meio ambiente. Ficou claro para mim que, independente da fiscalização e cumprimento da lei, pouca coisa vai mudar se não houver um grau maior de conscientização.

Dentre as fotos de Hiram Sartori, podemos ver o próprio jogando uma embalagem num cesto de lixo. O que me leva a me perguntar: qual, afinal, é nosso papel como cidadão? E o que podemos fazer para tentar diminuir os obstáculos postos por uma estrutura de coleta de lixo deficiente?

Pelo blog de Hiram Sartori descobri mais sobre o Plano Estadual de Coleta Seletiva criado em 2011, e que o próprio trabalho de Sartori foi usado como referência na construção desse programa.  O PECS é constituído de princípios e diretrizes que servem para guiar os municípios mineiros quanto a reciclagem. Os princípios são a prevenção, a redução, a valorização, a reutilização e o reaproveitamento, a reciclagem, o tratamento, e a destinação final adequada dos resíduos sólidos.

A ideia geral é valorizar a matéria-prima, destacando o valor econômico da reutilização e da reciclagem como incentivo para que as empresas pensem nos materiais utilizados em seus produtos. O papel dos catadores é também valorizado como parte integrante do fluxo de resíduos sólidos, pois nem a prefeitura consegue fazer o trabalho de separação e coleta de modo eficaz.

Um conceito importante presente em todos os casos de sucesso ao redor do mundo é a responsabilidade compartilhada. Não podemos achar que toda responsabilidade está com o poder público, apesar de que não podemos deixar de cobrar medidas, e sempre votar em candidatos que tenham o meio ambiente como uma de suas prioridades. Mas as indústrias são os maiores poluentes dos nossos recursos hídricos, do nosso ar e do solo. E nós, cidadãos, agimos como se fôssemos uma pequena parte na geração de lixo, mas nós geramos a maior parte dos resíduos orgânicos, que é de difícil reciclagem. No final das contas, todos devem fazer sua parte, desde o poder público passando pelos geradores, transportadores, distribuidores e receptores desses resíduos.

O blog de Hiram Sartori traz várias dicas de como podemos proceder para que nosso lixo seja encaminhado para a coleta seletiva, e como nossos esforços podem fazer mudanças efetivas. O comportamento ambientalmente adequado do cidadão vai desde escolher seus produtos em empresas que realizam a reciclagem e reutilizam material, separar e levar seu lixo até os postos de coleta seletiva mesmo que seja em outros bairros e reduzir o consumo e o desperdício. O PECS é importante e serve como guia para os municípios mineiros e também chama todos os atores da sociedade a contribuir com a coleta seletiva e a preservação do meio ambiente.

Conheça as nossas redes sociais

Twitter: twitter.com/hiram_sartori
Linkedin: br.linkedin.com/in/hiramsartori
Youtubewww.youtube.com/channel/UCyARICO0iN9b-qZ-sQ0kJQQ
About.me: about.me/hiramsartori
Instagram: www.instagram.com/hiram_sartori

Planejando o almoço da dieta Dukan apropriada depende principalmente em que fase da dieta de uma pessoa está por meio de uma nutricionista, conheça a Ana Dalla Rosa. A dieta consiste de quatro fases, sendo a mais restritiva a primeira, com cada fase subsequente adição de alimentos adicionais à ementa diária de uma pessoa. Uma boa dica para os indivíduos a planear uma dieta de almoço Dukan é deixar ir de noções típicas de que alimentos são melhores para o pequeno almoço e permitir-se experimentar diferentes variações.

A dieta Dukan é rica em proteínas e muito pobre em gordura e carboidratos. É composto por quatro níveis, ou fases, a saber, ataque, cruzeiro, consolidação e, finalmente, a estabilização. Alimentos permitidos durante cada fase diferem, e as opções de café da manhã de uma pessoa mudar em conformidade.

A maioria das pessoas acha que a fase de ataque para ser o mais desafiador. A este nível, lista de alimentos de uma pessoa é limitada a cerca de 70 tipos de proteínas. Muitas pessoas gostam de frutas ou cereais para pequeno-almoço, que não são permitidos durante a fase de ataque. Com um pouco de criatividade, no entanto, pequeno-almoço pode ainda ser agradável e diversificada.

Ao planejar um café da manhã no nível de ataque, uma pessoa pode considerar a combinação de vários tipos diferentes de proteínas permitidos. Por exemplo, em vez de ovos de deslizamento, considere a criação de uma omelete com ovos, presunto e queijo cottage. Além disso, os indivíduos não tem que ser limitado a alimentos de pequeno almoço tradicionais. Como um exemplo, não existe uma regra em qualquer lugar indicando que o frango não pode ser comido no café da manhã, assim que uma pessoa pode considerar a adição, um peito de frango desossado magro para o cardápio de almoço, talvez acrescentando uma dose de creme de queijo com pouca gordura e cebolinha derretida no topo.

Imagens meramente ilustrativas

Especiarias são sempre permitidas e uma pessoa pode melhorar uma dieta de almoço Dukan por abrir o armário de especiarias e adicionando algo um pouco mais robusto do que o sal e pimenta. Por exemplo, indivíduos pode tentar adicionar canela e noz-moscada a queijo cottage ou dando suas omeletes um toque italiano com uma pitada de orégano e manjericão. Dietas Dukan não deve ter medo de experimentar; o plano Dukan permite comer tudo o que eles querem, por isso, se uma pessoa se depara com uma combinação que apenas não satisfaz, ele ou ela pode simplesmente tentar novamente.

Na fase de estabilização do plano, 32 tipos de vegetais são introduzidos, e os dias são alternados entre todos os dias de proteína e dias que incluem proteínas e vegetais. Embora possa parecer estranho para considerar comer legumes na parte da manhã, pode adicionar um monte de variedade para um pequeno almoço da dieta Dukan. Além de uma variedade de omeletes vegetal, uma pessoa pode considerar uma salada de pequeno-almoço, feito com verduras, queijo cottage, e presunto em cubos. Um tomate cortado e espalhar com creme de queijo com pouca gordura e especiarias e polvilhado com a quantidade permitida de farelo de aveia pode fazer um excelente pizza de pequeno-almoço. Novamente, a chave é para uma pessoa para a etapa fora da caixa de pequenos-almoços pré-concebida e considerar outras opções e combinações.

Durante a fase de consolidação, o cardápio Dukan torna-se mais permissiva, permitindo quantidades limitadas de frutas, vegetais ricos em amido, e pão integral. Além disso, uma pessoa recebe duas refeições celebração por semana, durante o qual ele ou ela pode comer tudo o que ele ou ela quer sob certas condições. Ao planejar uma dieta almoço Dukan, as pessoas podem considerar o uso de uma refeição de celebração como uma refeição de pequeno-almoço, para que possam desfrutar de todos os favoritos de pequeno-almoço que tenham sido perdidos. Além disso, um indivíduo pode considerar a incorporação de uma fatia de pão de trigo integral ou de uma porção de fruta para o cardápio de almoço algumas vezes por semana para evitar o pequeno-almoço tédio.

A fase de estabilização não tem restrições alimentares, com exceção de que uma pessoa deve dedicar um dia por semana para comer proteína única, caso em que, ideias de almoço anteriores podem ser usadas. Além disso, há muitas receitas disponíveis na Internet e através de vários blogs e fóruns que fornecem inúmeras ideias para preparar uma dieta almoço Dukan e outras refeições; fale conosco. Estas fontes também contêm várias redes de apoio e conselhos para manter uma pessoa no caminho certo para isso muitas vezes desafiando plano de dieta.

A insônia é um transtorno muito comum na nossa sociedade do excesso de estímulos, da falta de dinheiro, dos muitos gastos, das várias doenças, da cobrança por grandes e rápidos desempenhos (desumanos?).

Conforme pesquisa realizada no Brasil (com 22. 518 pessoas) pela “Sociedade Brasileira de Neurofisiologia”, os gaúchos são os que mais têm problema com o dormir (alimentação noturna “pesada”, muito trabalho intelectual, pouco exercício físico, falta de períodos de relaxamento… poderiam ser os geradores do desconforto?).

Essa pesquisa indica que 45% dos brasileiros dormem mal, 32% demoram muito tempo para iniciar o sono e 52% das pessoas acordam cansadas.

insonia
Alguns sujeitos tentam compensar essa dificuldade dormindo muitas horas durante o dia, isso, na grande maioria das vezes, não resolve o problema e acaba prejudicando a execução dos estudos, trabalhos, contatos com outras pessoas.

O sono adequado seria aquele em que deitamos, adormecemos logo depois e acordamos apenas depois de 6-8 horas sentindo o efeito de um “sono reparador”, que nos deixa prontos para começar o dia com “as baterias recarregadas”… Este “sono adequado” mostra-se como um grande desafio (alguns sujeitos passam décadas sem conseguir essa média de horas e a qualidade de sono) e pensam que isso será assim para o resto de suas vidas. Vale lembrar que a insônia é classificada como crônica quando persiste por mais de três semanas.

Uma noite de sono mal dormida pode gerar problemas importantes, como, por exemplo: mau humor, irritação, estresse, problemas cognitivos, falta de atenção, acidentes e separações.

Foi apenas nos últimos anos que os profissionais da saúde passaram a dar mais atenção à insônia, que agora é tida como mais um dos itens que servem para avaliar a saúde dos pacientes, juntamente com alimentação, exercícios físicos, contatos sociais, lazer, etc.

Muitos terapeutas não consideram a insônia uma patologia em si, mas um sintoma de outras doenças como, por exemplo: depressão, apnéia, hipertensão, bruxismo, diabetes, ansiedade, síndrome de pernas inquietas, efeito colateral de medicamento, etc. Tratando-se essas alterações, em tese, acabaríamos com o “grande mal noturno”.

Tipos de Insônia

insonia1Insônia primária sem patologia geradora (sonambulismo, pesadelos). Insônia gerada por doença psicológica (depressão, ansiedade, estresse situacional). Insônia gerada por doença física (dor, falta de ar). Insônia gerada por uso de drogas (anti-hipertensivos, hormônios, cocaína). Aqui vão algumas dicas para tentar melhorar a qualidade do seu sono (sem tratamento): Mantenha os mesmos horários de início e término do sono. Durma sempre em local escuro e silencioso, pratique exercícios físicos, principalmente você que adquiriu o projeto Mamãe sarada de Gabriela Cangussú.

Evite estímulos antes de dormir (álcool, drogas, exercícios, comidas calóricas, discussões, TV, rádio, internet). Não deixe o relógio na frente da cama. Deite na cama apenas quando sentir sono (antes disso faça atividades que vão deixando você gradualmente relaxado). Depois de estar deitado na sua cama, evite atividades (ex. : alimentação, leitura, trabalho, uso de computador, brigas), pois isso poderá gerar a “associação psicológica” de que a cama é lugar de tudo… menos de sono e repouso.

Um conselho que dou para os pacientes que ficam deitados sem dormir, rolando na cama, pensando nos problemas que devem resolver na manhã seguinte é: deixar no lado da cama um bloco de papel e uma caneta para registrar todos os problemas a resolver no dia seguinte (fazendo uma lista simples, apenas com o nome de cada problema). Esse ato gera no nosso “funcionamento psicológico” a segurança de que as coisas importantes não serão esquecidas e na manhã seguinte poderemos nos dedicar a encontrar os meios mais adequados de “resolução de problema”.

Se mesmo fazendo tudo isso você não conseguir dormir então é hora de buscar ajuda profissional. Os tratamentos são os seguintes:Acupuntura – eficaz em 98% dos casos, conforme Organização Mundial da Saúde (OMS). Gera regularização dos níveis de neurotransmissores, levando ao bem estar físico, comportamental e psicológico.

Psicoterapia Cognitiva – atua nas patologias, nos pensamentos, nos comportamentos e nas reações fisiológicas que geram a insônia. É mais eficaz que os remédios, conforme pesquisas da Universidade de Harvard (EUA). Remédios indutores do sono (podem causar dependência – uso apenas com indicação profissional muito criteriosa). Exercícios físicos – realizados durante o dia (musculação, corrida, natação, ginástica).

Biofeedback

biofeedback-patientAparelhos utilizados por psicólogos clínicos que indicam como o corpo está tenso e auxiliam no relaxamento progressivo. Massagem – diminui a tensão muscular. Ioga – acalma com uso de movimentos, meditação e técnicas de respiração. Fitoterapia – plantas medicinais prescritas por profissional habilitado.

Lembre-se que a insônia é uma grande geradora de desconforto e pode ser um sintoma de alguma doença. Procure um profissional da saúde para realizar a correta avaliação do seu caso.

Como vimos, há uma série muito grande de medidas que você pode tomar na sua vida cotidiana para melhorar o seu sono, chegando ao ponto de acabar com a sua insônia. Se sozinho você não conseguir resolver o problema, lembre que existem várias terapêuticas com bons resultados científicos que podem auxiliar nesse processo.

De modo geral, pacientes que voltam a dormir percebem, em poucos dias, como a sua vida “muda de cor”, dizem: “agora parece que a realidade é outra… muito melhor”!!!

Desejo que você tenha uma boa noite de sono!

Recomendo que acompanhem estes sites:

  1. www.paho.org/bra/
  2. http://sbnc.org.br/
  3. http://www.sarah-hebert.com/mamae-sarada-funciona/

berijela grandeQuando estamos dispostos a encarar uma mudança radical em nossos hábitos alimentares, logo pensamos em investir em produtos e alimentos caros, como se isso fosse sinônimo de emagrecimento garantido.

A realidade não é bem assim! Se não você não se esforçar, resistindo às tentações alimentares, então não alcançará resultados duradouros, ainda que esteja gastando rios de dinheiro com suplementos ou produtos importados para redução de gordura.

E por falar em produtos caros, de tempos em tempos aparece um novo produto quase milagroso que se esgota em poucos dias da prateleira.

Macarrão oriental com baixo índice de carboidrato, frutas secas do oriente, chás amargos dos Alpes, entre outros, são alguns exemplo de produtos caros, que podem até ajudar no processo de emagrecimento, mas podem ser substituídos por produtos bem mais baratos e acessíveis, além de bastante eficazes.

Um bom exemplo disso é a berinjela, um fruto que está ao nosso alcance, é barato e realmente eficaz para a perda de peso. Além da questão do preço a berinjela é de fácil aplicação culinária devido ao seu sabor suave, e existem inúmeras receitas saborosas e fáceis de fazer para quem quer um cardápio rico em nutrientes e com pouca gordura e carboidrato.

Por ser facilmente cultivada em regiões tropicais é possível encontrá-la em qualquer feira ou mercado, o que garante que o produto não vai desaparecer das prateleiras e você não precisará se descabelar procurando pela berinjela em algum site da internet e pagar caro para tê-la em sua casa.

Principais benefícios da berinjela

Independente da versão a ser utilizada, é importante que você conheça os três principais benefícios da berinjela e as vantagens de incluí-la em sua dieta.

Regula o trânsito intestinal

Por ser uma rica fonte de fibras a berinjela facilita o trânsito intestinal, reduzindo o desconforto daqueles que sofrem com prisão de ventre e gases incômodos. Como as fibras da berinjela são solúveis é fundamental manter o consumo de água em pelo menos dois litros por dia.

Previne doenças cardíacas

Pesquisas recentes têm comprovado que a alta concentração de flavonoides, componentes responsáveis pela cor arroxeada da berinjela, tem sido associada à diminuição de doenças do coração. Muitos profissionais da área estão recomendando o consumo da berinjela como auxiliar no tratamento de pacientes cardíacos, e muitos deles já sentem a diferença no tratamento.

Programa de emagrecimento

Programa de emagrecimento como o projeto Mamãe sarada também podem influenciar de formas significativa seu progresso. Um dos mais falados atualmente pela Web é o programa de Gabriela Cangussú, um programa voltada o para mulheres que acabaram de sari da um processo gestacional e adquiriram certa quantia de peso. O programa garante a perda de peso através de um plano alimentar e 14 minutos diários de exercícios.

Facilita no emagrecimento

Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro comparou dois grupos de mulheres acima do peso. O resultado mostrou que o processo de emagrecimento foi muito mais rápido no grupo de mulheres que faziam uso diário da farinha de berinjela, proporcionando o dobro de perda de gordura corporal em relação ao grupo que não tinha esse hábito.

Além dos benefícios citados acima, é importante saber que você pode consumir a berinjela de duas formas, além das receitas de culinária.

Água de Berinjela

Com apenas um litro de água e uma berinjela média com casca você pode preparar a famosa receita que ajuda a emagrecer. Basta cortá-la em pedaços e deixa-los na água durante toda a noite dentro da geladeira.

No dia seguinte você deverá consumir a água em jejum, o que ajudará a trazer saciedade ao longo do dia e ainda regula os níveis de insulina no sangue. Para não haver risco de hipoglicemia o ideal é você testar por uma semana e verificar como seu corpo reage.

berinjelaFarinha de Berinjela

Ela possui 10 vezes mais fibras do que o fruto, e por essa razão a farinha de berinjela tem sido amplamente recomendada por nutricionistas em dietas para redução de peso. Além de promover saciedade e retardar a absorção de açúcar, ela possui poucas calorias.

A quantidade recomendada para consumo diário é de quatro colheres de sopa rasas por dia, podendo ser misturada em iogurtes, molhos e sopas. Nesse caso vale a mesma recomendação que a água de berinjela, pois a farinha também pode causar hipoglicemia. Teste ao longo de uma semana para ver como seu corpo reage.

O poder do Goji Berry

Assim como a berinjela o Goji Berrie também é um excelente aliado da vida saudável, e não precisa nem mencionar o preço… Existem inúmeros livros e pesquisas científicas que comprovam a eficácia do Goji Berrie no combate a gordura. Ele estimula o bom funcionamento do fígado, pois contém altas concentrações de uma substância chamada polifenol.

Sendo assim, o Goji Berrie age em nosso corpo promovendo uma limpeza geral, o que leva auxilia no emagrecimento, na medida em que o metabolismo entra em maior atividade e o corpo responde melhor aos exercícios e dieta. O Goji Berrie ainda auxilia no combate às alergias e graças à pectina presente na fruta ainda promove sensação de saciedade.

Água com Goji Berrie

Você pode tomar a água com Goji Berrie pela manhã em jejum e sentir seu efeito desintoxicante. Basta espremer maio Goji Berrie em um copo com 250 ml de água em temperatura ambiente. Acrescente algumas gotinhas de adoçante natural caso não se adapte ao gostinho mais amargo. Os efeitos no corpo são excelentes e vale a pena o esforço.

Sucesso!

Ás vezes quando queremos emagrecer barriga, tentamos de tudo e não conseguimos nada. Parece que aquela barriguinha saliente não vai nos deixar de jeito nenhum, não é mesmo?

Malhamos, fazemos dietas, e adotamos todos os métodos para perder os quilinhos que insistem em permanecer intactos.

Você já parou pra pensar que pode estar fazendo as coisas do jeito errado? Não acredita? Pois então leia o artigo e veja quais atitudes erradas você está tomando que não estão permitindo que você perca esses quilinhos na região abdominal!

garota-fitness-brasil-2013-1370355425735_615x300

Atitudes erradas que não deixam você emagrecer barriga

Não ter uma meta: para ter sucesso em qualquer coisa que se queira fazer, é preciso ter uma meta. E para emagrecer não é diferente!

Ter uma meta definida é muito importante; para que você saiba para onde está indo; Ter uma meta inatingível: tudo é possível nessa vida.

Mas o problema da sua meta pode ser o tempo para cumpri-la. Emagrecer dez quilos em uma semana, por exemplo, não é uma meta realista.

Metas como essa, fazem com que você desanime; Perder o foco: sair da dieta a toda hora, deixar a academia para depois, não são atitudes indicadas se você está querendo emagrecer barriga.

O ideal é persistir e manter o foco para conseguir emagrecer barriga de verdade.Comemorar a perda de peso com comida: perder uns quilinhos é mesmo um desafio que deve ser comemorado! Mas nada de sair para comer, o ideal é comprar uma roupa nova, se arrumar e sair para dançar!

Ainda de quebra você perder mais algumas calorias! Passar muito tempo sem comer: ao contrário do que muitos pensam pular refeições não emagrece, pelo contrário!

fitness_brasilPode fazer você aumentar de peso, isso porque se você pular as refeições, na próxima, com certeza estará com muita fome e portanto comerá mais do que seria necessário.

Dormir mal: Se você dormir pouco, provavelmente estará de mau humor no outro dia, isso te deixará ansioso e ansiedade combina com compulsão! Trocar de dieta e exercícios o tempo inteiro: uma dieta balanceada e saudável não dá resultado do dia para a noite! Você deve manter a dieta por um período, para só depois analisar se ela funcionou ou não.

Com os exercícios é a mesma coisa. Você deve alterná-los, corrida num dia, caminhada no outro e bicicleta no próximo, por exemplo. Mas se você correu um dia e não conseguiu emagrecer barriga, não quer dizer que corrida não funciona! Os resultados levam um tempo para aparecerem, mas com certeza eles virão!

Dicas eficazes de como emagrecer barriga

Você percebeu quanta coisa estava fazendo errado para emagrecer barriga? Que tal agora conhecer as dicas que funcionam para perder as gordurinhas que a tempo vem incomodando? Confira o que você

deve fazer:

Você percebeu como pequenas coisas podiam estar atrapalhando seu processo de emagrecer barriga? Pequenas mudanças no seu dia a dia; podem auxiliar no seu emagrecimento.

Mas e você, tem feito às escolhas certas para emagrecer? Deixe um comentário e conte pra gente como está o seu processo de emagrecer barriga! Clique em curtir também