Quais os tipos de garantia que são oferecidos no seguro fiança

Quais os tipos de garantia que são oferecidos no seguro fiança?

Assim como nos demais tipos de seguro esse também possui uma cobertura básica e outra adicional. Na básica, o pagamento do aluguel e as multas são garantidas ao proprietário do imóvel nos casos que o inquilino acabe atrasando ou deixe de realizar o pagamento do mesmo. Já para as coberturas adicionais outras garantias podem ser contratadas, mas as principais são:

• Condomínio, água, luz, IPTU e gás canalizado;
• Danos causados ao imóvel;
• Pintura tanto externa quanto interna;
• Multa pelo contrato ter sido rescindido.

Quais os documentos que devem ser apresentados a seguradora pertencentes ao locatário?

De acordo com o perfil que cada locatário possui e a destinação do imóvel a documentação sofre uma variação. Pessoas físicas que possuam mais de 18 anos de idade basicamente devem apresentar:

• RG e CPF;
• Três últimos recibos de aluguel de onde residia anteriormente e uma cópia do contrato ou telefone do antigo locador ou imobiliária ou uma declaração que ateste sua pontualidade ao realizar os pagamentos e que não ficou nenhuma dívida;
• Se for um empregado com carteira assinada é preciso apresentar o ultimo contracheque ou os três últimos recibos de pagamento no caso da remuneração sofrer uma variação;
• Se o trabalhador foi admitido recentemente na empresa, a menos de seis meses, é necessário que seja apresentada uma cópia do seu vínculo empregatício anterior;
• Caso seja um profissional autônomo é necessário apresentar um extrato bancário do ultimo trimestre bem como do imposto de renda;
• Nos casos dos pensionistas ou funcionários públicos aposentados é preciso apresentar o ultimo contracheque ou o extrato trimestral do INSS ou de qualquer outro fundo de pensão;
• Caso a renda seja proveniente de alugueis é preciso que a documentação do imóvel seja apresentada;
• Caso a renda seja proveniente de pensão alimentícia deve-se apresentar uma sentença judicial e o recibo relacionado ao ultimo trimestre.

O inquilino tem direito a escolher as coberturas do seguro fiança?

Quem escolher as coberturas desse seguro é o proprietário do imóvel. no entanto, o inquilino pode saber quais as coberturas que o proprietário pretende contratar e fazer uma negociação com o mesmo. Dessa forma, de acordo com o perfil do mesmo, pode-se argumentar que certas coberturas não tem necessidade contratar, pois não é condizente com ele. Por exemplo, pessoas que possuem filhos pequenos podem optar pela cobertura destinada a pintura interna já que as crianças gostam muito de rabiscar as paredes. É importante que seja feita essa negociação, pois a quantidade de cobertura encarece o seu valor final.

Como se dá o funcionamento do seguro fiança?

Esse seguro cobre o que está previsto no contrato, mas, geralmente, o que mais é contratado é a cobertura para o caso do locatário não conseguir pagar o aluguel do imóvel. Nesse caso, somente a cobertura básica é necessária para essa finalidade. Mas se o contratante tiver interesse em outras coberturas basta olhar a que mais se adequa a sua necessidade na cobertura adicional. Existe cobertura que efetua o pagamento de certas despesas do imóvel como é o caso do condomínio, luz, água e IPTU e as que cobrem danos sofridos pelo imóvel como uma pintura externa e interna ou a rescisão do contrato. A cobertura adicional passa mais segurança tanto ao inquilino quanto ao proprietário do imóvel, mas é preciso avaliar bem o que se está contratando, pois quanto mais coberturas tiver mais caro fica o valor do seguro.

Acesse o link: seguro fiança simulação